Raquete da linha “REVENGE”, da marca BABOLAT, reconhecida marca de artigos de Ténis, na sua versão CARBON de 2019. Composta por uma estrutura integralmente em carbono e um núcleo de goma BLACK EVA. Tem um formato lágrima. Conta com uma superfície rugosa com acabamento brilhante. Uma das diferenças para a sua antecessora é a furação assimétrica.

CARACTERÍSTICAS DA RAQUETE:

PRIMEIRAS IMPRESSÕES:

Ao pegar nela pela primeira vez fica-se com a sensação de uma raquete leve e equilibrada, com visual arrojado, tal como as restantes raquetes da marca. O balanço está centrado, a tender para o punho, em linha com o seu formato híbrido.

Ao colocar-se os overgrips, conseguirá optimizar ligeiramente o balanço em direcção ao punho. Se não conseguir colocar mais do que 1 overgrip a opção recai também por colocar os pesos incluídos para baixar o balanço da raquete. Pelo contrário se quiser ainda adicionar mais potência, coloque os pesos incluídos no topo da raquete no local indicado no protector. Esta é uma opção bastante viável para quando se gosta muito de todas as outras características de uma raquete, menos do balanço.

LINHAS GERAIS:

Em jogo é uma raquete com um toque médio-duro. O sweet spot é bastante amplo para o formato, chegando a impressionar. No que toca a potência, está bastante bem, não sendo um canhão, mas não vai sentir falta. Tem uma saída curta. Trata-se de uma raquete com um toque bastante confortável, mais do que o esperado.

NA REDE:

Na rede bandejas e volleys saem com fluidez, precisão e agressividade q.b. A face rugosa ajuda nos efeitos pretendidos. A manuseabilidade é mais do que suficiente e permite reagir rapidamente, sendo que o generoso sweet spot também ajuda. No smash, irá sentir-se bastante confortável.

NO FUNDO DO COURT:

O controlo de fundo do court impressiona para uma raquete híbrida. A saída é curta e isso ajuda a controlar a intensidade que pretende colocar na bola, o que, por exemplo, nos lobs ajuda bastante a evitar o vidro de forma fácil. O sweet spot e manuseabilidade acima da média facilitam-lhe bastante o jogo. Para lobs e pancadas defensivas não ficarem curtas, convém uma técnica correcta e uma pancada completa.

PESO:

O peso testado foi o de 365gr.

SUPERFÍCIE:

A superfície é rugosa com acabamento brilhante.

SONORIDADE:

Em termos sonoros é uma raquete que tem uma sonoridade alta e com um timbre médio.

CORDÃO DE SEGURANÇA:

O cordão de segurança é ajustável o que é sempre melhor na nossa opinião.

DURABILIDADE:

Em termos de durabilidade, parece ser uma raquete sólida. Bem cuidada, poderá durar bastante tempo com boa performance.

PRÓS:

  • Excelente relação controlo/potência
  • Sweet spot
  • Manuseabilidade
  • Cordão de segurança ajustável

CONTRAS:

  • Saída curta (para quem não gosta)

CONCLUSÃO:

Em conclusão, esta é uma raquete muito bem equilibrada, que irá agradar a quem gosta de ter todas as armas à sua disposição. Apenas peca, para quem não aprecia, pela saída que é de facto curta. É uma raquete que serve na nossa opinião jogadores de ambos os lados.

Conta com uma pancada média-dura. O sweet spot é bastante amplo. Em fase defensiva o controlo é impressionante para o formato. O balanço centrado e sweet spot amplo ajudam bastante em todas as fases do jogo. Uma raquete bastante mais confortável do que seria de esperar. Na rede, apenas lhe faltará, aquele extra de saída, para defender aquelas bolas de reacção rápida. Volleys e bandejas saem precisos e agressivos com a técnica correcta. Consegue-se sem grande esforço (para jogadores experientes), sacar por 3, por 4 e trazer a bola de volta.

A parte visual está bem conseguida em linha com o modelo anterior continua bastante arrojada.

O tacto é médio-duro, mas confortável, contudo não totalmente isenta de alguma vibração. O balanço centrado, a tender para o punho, ajuda a poupar o tendão.

Uma raquete que não irá decepcionar ninguém. Preço bastante aceitável, com uma qualidade de acabamento top por parte da BABOLAT.

Bons jogos!

POTÊNCIA
CONTROLO
SAÍDA
MANUSEABILIDADE
SWEET SPOT
QUALIDADE/PREÇO

A sua avaliação / Your review

NEWSLETTER

Fique a par das análises mais recentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*