Raquete da já conhecida linha vertex pro line 2, na sua versão 2018 da marca Bullpadel e a arma escolhida por Maxi Sánchez​ para esta temporada. Uma marca que se vem vindo a tornar uma referência. Composta por carbono, um protector em alumínio e um núcleo de goma BLACK EVA. Tem um formato diamante e uma superfície rugosa.

Ao pegar fica-se com a sensação de uma raquete muito bem acabada e algo manejável, mesmo tendo em conta o formato diamante. O balanço está direccionado para a cabeça mas não se nota em demasia. Ao colocar-se os overgrips, se gostar de colocar 3 ou mais, conseguirá optimizar o balanço em direcção ao punho. Pode então colocar fitas de chumbo ou tungsténio no punho, por baixo dos overgrips se ver que é necessário baixar um pouco mais ainda.

A jogar é uma raquete com um toque médio. O seu núcleo de goma black eva e a malha apertada de carbono transmiti-lhe uma rigidez superior à sua versão anterior. O marco em carbono com a adição do protector em alumínio de fábrica também lhe dão rigidez adicional. Tem uma pancada bastante confortável apesar do tacto médio. Pessoalmente achei esta versão de 2018 mais dura mas com um toque mais confortável onde se sente melhor a bola. Apresenta um sweet spot curto mas bastante aceitável para um modelo diamante. Em termos de potência tem a suficiente mas não é das raquetes que mais impressione neste ponto. Na rede é bastante fácil e precisa, especialmente na hora de fazer bandeja ou de liftar a bola para sacar por 3. O controlo é relativamente bom de fundo de campo com uma técnica apurada. Tem uma saída curta e é manejável para este tipo de formato. No fundo do campo os lobs é muito equilibrada e não vai deixá-lo ficar mal em fase defensiva. Na rede tem boa potência e precisão nas pancadas.

O peso testado foi o de 365gr.

A superfície é rugosa com acabamento mate.

Em termos sonoros é uma raquete que tem uma sonoridade média e com um timbre médio. Ouve-se mais do que a sua versão anterior de 2017.

O cordão de segurança é ajustável e muito confortável.

Em termos de durabilidade, parece ser uma raquete sólida e bem construída o que leva a querer que poderá ter um largo período de vida útil quando bem estimada.

Prós:

  • Boa potência
  • Boa relação qualidade/preço
  • Cordão ajustável
  • Rugosidade

Contras:

  • Ligeira falta de potência para um modelo diamante

Em conclusão, esta é uma raquete para jogadores já com algum nível que queiram uma raquete de potência mas com algum compromisso de controlo e manejabilidade. Conta com uma pancada média a tender ligeiramente para o duro e com saída curta. Definitivamente mais dura que a sua versão anterior. Em fase defensiva comporta-se bem e de forma muito equilibrada a nível de toque e saída. Na rede é precisa e tem uma potência bastante considerável. Com a técnica correcta consegue com relativa facilidade sacar por 3, por 4 ou trazer a bola de volta. Não senti praticamente vibração no braço. Os acabamentos são muito bons e o visual muito bem conseguido. É uma raquete de qualidade acima da média, que na minha opinião serve jogadores de esquerda que gostem de raquetes com saída reduzida, um toque a tender para o seco e boa potência. É uma raquete manejável, apta a jogadores de todos os níveis pois é uma raquete fácil de se habituar e bastante confortável apesar do seu formato diamante. Uma excelente escolha sem dúvida.

POTÊNCIA
CONTROLO
SAÍDA
MANUSEABILIDADE
SWEET SPOT
QUALIDADE/PREÇO

A sua avaliação / Your review

NEWSLETTER

Fique a par das análises mais recentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*