Raquete topo de gama da marca Head. É a edição de 2018 da raquete escolhida pelo eterno nº1 do mundo Fernando Belasteguin. Composta por carbono, graphene e um núcleo de ULTRA SOFT FOAM. Tem um formato de diamante e uma superfície lisa com acabamento mate na face da raquete.

Ao pegar fica-se com a sensação de uma raquete mais manejável e leve do que a versão anterior. O balanço está direccionado para a cabeça, mas mais equilibrada que a sua versão anterior. Colocando três ou mais grips e com a ajuda de fitas de tungstenio ou chumbo no punho é possível colocar um balanço mais baixo.

A jogar é uma raquete com um toque médio, uma pancada sólida e um pouco mais seca que a sua versão anterior. Apresenta um sweet spot médio para curto. Em termos de potência é excelente, um pouco menos que a anterior mas quase não se nota. Na rede a bola sai com uma potência fantástica assim que se atinge o sweet spot. O controlo é bom para uma raquete com este formato, provavelmente pelo melhor equilíbrio e núcleo de foam ultra soft utilizado. Tem pouca saída, mas mais do que a sua versão anterior, o que ajuda um pouco mais em fase defensiva.

O peso testado foi o de 375gr. Após colocação dos grips adicionais, o balanço baixa um pouco mas ainda se nota o balanço direccionado para a cabeça.

A superfície é lisa e com acabamento mate na face.

Em termos sonoros é uma raquete que se faz ouvir muito bem quando se atinge o sweet spot.

O cordão de segurança é ajustável o que é sempre algo positivo.

Em termos de durabilidade, parece ser uma raquete bastante sólida e bem construída o que leva a querer que poderá ter um largo período de vida útil.

Prós:

  • Melhor relação potência/controlo que a anterior
  • Materiais de elevada qualidade

Contras:

  • Balanço alto
  • Sweet spot a tender para o curto

Em conclusão, esta é uma raquete agressiva e para jogadores agressivos e de boa condição física. Conta com uma pancada de dureza média a tender para o soft e com alguma saída. Em relação à anterior é definitivamente mais manejável e com um toque mais seco, devido ao graphene que entrou na composição. Na rede a raquete é de facto excepcional, com uma potência elevada que fica apenas um tudo ou quanto atrás da sua antecessora. O núcleo de foam ultra soft faz com que seja uma raquete muito confortável para o cotovelo mesmo apesar do seu formato agressivo e com balanço alto. Os acabamentos são muito bons bem como o visual gráfico que é diferente do habitual. É uma raquete de qualidade excepcional sem dúvida alguma, que na minha opinião serve jogadores mais agressivos e de esquerda, com bom porte e boa condição. Uma raquete bem conseguida que vai proporcionar-lhe muitos bons momentos em campo. Na minha opinião uma raquete que está mais apta para jogadores técnicos e experientes, mas que ainda pode satisfazer quem esteja num nível intermédio.

POTÊNCIA
CONTROLO
SAÍDA
MANUSEABILIDADE
SWEET SPOT
QUALIDADE/PREÇO

A sua avaliação / Your review

NEWSLETTER

Fique a par das análises mais recentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*