Raquete da famosa linha ML10 PRO CUP, na sua versão “camuflagem” da marca Nox. Uma marca que apostou forte em 2018 com uma série de modelos novos e outros já conhecidos. Composta por carbono, fibra de vidro e um núcleo de goma EVA NOX HR3 de alta densidade. Tem um formato redondo e uma superfície lisa.

Ao pegar fica-se com a sensação de uma raquete muito manejável e bem acabada. O balanço está direccionado para o punho. Ao colocar-se os overgrips, se gostar de colocar 3 ou mais, o balanço irá baixar ainda mais o que pode levar a que queira subi-lo para obter mais potência e pode então colocar fitas de chumbo ou tungsténio no topo da raquete por baixo do protector.

A jogar é uma raquete com um toque médio a tender ligeiramente para o duro. O seu núcleo de goma eva de alta densidade é em parte responsável por isso. O marco em carbono e 3 capas de fibra de vidro no plano também lhe dão uma rigidez extra. Tem uma pancada bastante confortável apesar do tacto tender para o duro. Pessoalmente achei esta versão, que apenas muda o visual, ligeiramente mais dura, talvez reflexo de uma composição de tinta diferente. Apresenta um sweet spot muito amplo. Em termos de potência para este formato de raquete tem um excelente compromisso, mas não se pode comparar a raquetes de formatos mais ofensivos. Na rede é mesmo muito precisa e facilmente se consegue a profundidade desejada. O controlo é excepcional de fundo de campo. Tem uma saída média a tender para curta e é bastante manejável. No fundo do campo os lobs é muito equilibrada e ajuda-lhe em fase defensiva especialmente nos lobs que saem com muita facilidade. Na rede falta alguma potência mas não envergonha ninguém.

O peso testado foi o de 365gr.

A superfície é lisa com acabamento brilhante.

Em termos sonoros é uma raquete que tem uma sonoridade média- baixa e com um timbre médio.

O cordão de segurança é simples mas bastante confortável, contudo o ajuste é sempre melhor na minha opinião.

Em termos de durabilidade, parece ser uma raquete sólida e bem construída o que leva a querer que poderá ter um largo período de vida útil quando bem estimada. A pintura parece ser bastante resistente.

Prós:

  • Excelente controlo
  • Sweet spot amplo
  • Bom compromisso de potência/controlo
  • Boa relação qualidade/preço
  • Muito manejável
  • Visual arrojado

Contras:

  • Cordão não ajustável
  • Saída de bola algo escassa para modelos redondos

Em conclusão, esta é uma raquete para jogadores já com algum nível que queiram uma raquete de controlo mas que não lhes envergonhe na rede a nível de potência. Conta com uma pancada média a tender ligeiramente para o duro e com saída média-curta. Volto a frisar que achei este modelo ligeiramente mais duro, talvez por uma camada de tinta mais espessa ou de composição diferente. Em fase defensiva é espectacular e muito equilibrada a nível de toque e saída. Na rede é precisa e tem uma potência considerável para uma raquete deste formato. Com a técnica correcta consegue com relativa facilidade sacar por 3, por 4 ou trazer a bola de volta. Não senti praticamente vibração no braço. Os acabamentos são muito bons e o visual bem atractivo. É uma raquete de inequívoca qualidade, que na minha opinião serve jogadores de direita que gostem de raquetes com saída algo reduzida e algum compromisso de potência. É uma raquete muito manejável, apta a jogadores, na minha opinião de nível médio até profissional que queiram uma raquete equilibrada mas com primazia pelo controlo. Uma excelente escolha mesmo para quem não vai muito à bola com raquetes redondas.

POTÊNCIA
CONTROLO
SAÍDA
MANUSEABILIDADE
SWEET SPOT
QUALIDADE/PREÇO

A sua avaliação / Your review

NEWSLETTER

Fique a par das análises mais recentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*