Raquete da linha “500 LIGHT”, da marca Portuguesa VOLT PADEL. Composta por exclusivamente por carbono e um núcleo de goma EVA SOFT, uma goma de média-baixa densidade. Tem um formato redondo com um ligeiro toque de lágrima. Conta com uma superfície lisa com acabamento mate.

CARACTERÍSTICAS DA RAQUETE:

PRIMEIRAS IMPRESSÕES:

Tal como na VOLT 700 e 500, ao pegar nela pela primeira vez fica-se com a sensação de uma raquete visualmente impressionante e muito bem acabada. O balanço é centrado, muito ligeiramente a descair para a cabeça tal como na sua versão 500, que é em tudo similar com excepção do peso.

Ao colocar-se os overgrips, conseguirá optimizar o balanço em direcção ao punho. Se não conseguir colocar mais do que 1 overgrip a opção recai também por colocar fitas de tungsténio por baixo do(s) overgrip(s) para baixar o balanço da raquete. Pelo contrário se quiser ainda adicionar mais potência, coloque as fitas no topo da raquete por baixo ou por cima do protector. Esta é uma opção bastante viável para quando se gosta muito de todas as outras características de uma raquete, menos do seu balanço.

LINHAS GERAIS:

Em jogo é uma raquete com um toque médio a tender ligeiramente para soft. Pela goma o toque seria expectável ser mais soft, mas a sua estrutura 100% em carbono da-lhe a rigidez extra que na minha opinião lhe cai muito bem. Apresenta um sweet spot amplo, tal como na VOLT 500. Em termos de potência fica um pouco aquém da VOLT 500 devido ao intervalo de peso mais indicado para praticantes femininas. Continua contudo, pelo seu formato e balanço a ter uma potência acima de uma raquete redonda nas mesmas condições de peso. Tem uma saída média a tender para curta.

NA REDE:

Na rede é, tal como a VOLT 500, uma raquete muito fácil e constante. Tem uma saída média a tender para curta, menor que a VOLT 500. Para atingir a profundidade e peso desejado na bola requer um bom input do jogador. É bastante manejável e como tal permite reagir rapidamente. No smash, não sendo a sua pancada ideal, usando bem o peso do corpo, tal como a VOLT 500, continua a ser possível atingir bons resultados.

NO FUNDO DO COURT:

O controlo de fundo do court continua a ser excepcional, a saída não é excessiva e permite o controlo da bola a 100% de todos os pontos do campo. O sweet spot e balanço torna-a uma raquete fácil para todo o tipo de jogadores. A saída é média a tender para curta por força do seu peso menor que a versão 500. Lobs e pancadas defensivas saem bem e sem problemas.

PESO:

O peso testado foi o de 350gr.

SUPERFÍCIE:

A superfície é lisa com acabamento mate.

SONORIDADE:

Em termos sonoros é uma raquete que tem uma sonoridade média e com um timbre médio.

CORDÃO DE SEGURANÇA:

O cordão de segurança é ajustável e bastante confortável, o que deveria ser a norma em todas as raquetes na minha opinião.

DURABILIDADE:

Em termos de durabilidade, parece ser uma raquete sólida, muito bem construída e robusta que não irá quebrar muito facilmente. Bem estimada durará bastante tempo na minha opinião.

PRÓS:

  • Sweet spot amplo
  • Controlo excepcional
  • Visual muito bom
  • Cordão ajustável

CONTRAS:

  • Falta-lhe potência

CONCLUSÃO:

Em conclusão, esta é uma raquete, pelo seu intervalo de peso, indicada para praticantes do sexo feminino ou do sexo masculino que tenham preferência por raquetes bastante leves. É adequada para jogadores(as) de todos os níveis, que queiram uma raquete com um toque constante e que lhes ajude bastante em fase defensiva, mantendo algum compromisso no ataque. Conta com um controlo excepcional, boa manusebilidade e sweet spot generoso tal como a sua “irmã” VOLT500. Falta-lhe potência, mas para este formato e intervalo de peso, está bastante bem. Conta com uma pancada de dureza média-soft e uma saída média a tender muito ligeiramente para curta.

É uma raquete que em fase defensiva lhe vai ajudar muito e na rede, sendo bastante manejável, revela-se fácil e constante. No smash, com um braço forte e técnica correcta de posicionamento de corpo conseguirá sacar por 3, por 4 e trazer a bola de volta com algum esforço adicional.

A parte visual é um dos pontos fortes desta raquete na minha opinião tal como nas outras duas raquetes da marca. Apresenta um visual minimalista e muito bem conseguido.

Não senti praticamente vibração no braço, mas não está totalmente isenta devido à sua estrutura totalmente em carbono que lhe dá uma boa rigidez. O seu balanço centrado contribui para que não esforce em demasia os tendões do cotovelo e ombro.

Serve, na minha opinião, maioritariamente praticante do sexo feminino mas também jogadores de todos os níveis, principalmente de direita e com maior predominância defensiva no seu jogo. Muito boa também para iniciantes por ser uma raquete fácil.

Mais uma raquete de qualidade acima da média de um projecto com assinatura Portuguesa a um preço bastante competitivo. Bons jogos!

POTÊNCIA
CONTROLO
SAÍDA
MANUSEABILIDADE
SWEET SPOT
QUALIDADE/PREÇO

A sua avaliação / Your review

NEWSLETTER

Fique a par das análises mais recentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*